Com 60 Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs) de Várzea Grande, 37 unidades já fazem parte do “Programa Mais Educação” e para o próximo ano, serão 47. Com seis oficinas em cada escola no chamado contraturno, o programa é um dos maiores sucessos envolvendo professores, monitores e comunidade. A atual administração pretende implantá-lo em todas as escolas.

“A escola integral trouxe tranquilidade aos pais e o interesse dos alunos pelas oficinas. A alimentação oferecida na escola que é elaborada pelas nutricionistas é saudável. Esse conjunto melhora a qualidade e o ritmo de cada aluno ao estudo”, destaca o secretário de Educação, Jonas Sebastião da Silva.

Os alunos já saíram de suas escolas e fizeram apresentações em outras unidades escolares ou mesmo para comunidades e programas da prefeitura ou de instituições, como as comemorações dos 80 anos da OAB.

O programa garante aos estudantes do 1º ao 9º ano, a participação das atividades oriundas no turno oposto ao matriculado além de esforço escolar.

As atividades inclusas ao programa são: trabalho no meio ambiente, esporte e lazer, acompanhamento pedagógico, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, educação científica, educação econômica, prevenção e promoção da saúde, além de outras atividades.

As instituições que foram escolhidas possuem a maioria dos alunos atendida, pelo Programa Bolsa Família, além de unidades com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) maior que 3,5 pontos e menor que 4,6 nos anos iniciais. E entre 3,9 e 4,6 pontos nos anos finais do Ensino Fundamental, e contempladas todas as escolas com menos de 3,5 pontos no Ideb.